Saltar para Conteúdo Saltar para Navegação
Milhões de Festa 2014

Sobre o Ponto Alternativo

Ponto Alternativo é um espaço de quem gosta de música para quem gosta de música.

PA' - 5 coisas que devem saber sobre o site

  1. O PA’ identifica sempre as suas fontes, fora quando a fonte é o próprio PA’.  Seria estranhado identificarmo-nos a nós mesmos.
  2. O PA’ apoia o espírito DIY, visto que é, também, um projecto do género. Os artistas e as editoras independentes são a nossa prioridade.
  3. No PA’, não acreditamos que “música nacional” seja um valor por si próprio. A música feita em Portugal joga no mesmo campeonato que todos os projectos internacionais.
  4. No PA’, há uma preocupação “glocal”. A música não é um fenómeno só dos grandes centros urbanos portugueses. Quando se justificar, falaremos do Portugal mais profundo, à capital mundial mais cosmopolita.
  5. No PA', não acreditamos que a música esteja livre de ideologia. Esta surge socialmente e é reflexo de ideias. Assim, cabe a cada colaborador saber se as deve corroborar, ou não.

PA' - o que é?

O PA’ — Ponto Alternativo — é uma webzine dedicada a música, cujo exercício essencial será o pensamento crítico, ou o seu desenvolvimento, sobre o que cada membro que a compõe ouve. É assim que tornamos, ou a isso visamos, tangíveis os sons e tendências marginalizados pelo mainstream, que são contra-corrente até esta virar.

Acreditamos no suor, na paxião, na vontade de agitar e, principalmente, na vontade de gerar e acrescentar valor. Dedicamo-nos a estes traços e procuraremos colaborar com quem partilha deles.

Assumimos, também e desde já, o exercício de crítica como algo tangível, mas que desenvolvemos com exigência; é, acima de tudo, um exercício pessoal, quase onanista, que a custo tentamos que contribua para uma melhor noção da oferta cultural disponível. Não a separamos inteiramente do gosto, mas incitamos ao seu desafio e à troca de argumentos para objectivamente expressarmos os nossos pontos de vista.

Desde 2008, o número de visitas tem vindo a crescer, ultrapassando, em 2011, a média das 30 mil visitas mensais, tendo solidificado a sua posição no panorama nacional.

Ao longo destes 6 anos de actividade, o PA' colaborou com eventos como o Amplifest, o Milhões de Festa, o Bons Sons, e desenvolveu trabalhos sobre os maiores eventos de música em Portugal. Em 2014, decidimos reajustar o foco para o que nos distinguiu. O negro será a tónica.

PA' - para quê?

O boom da internet e dos blogs fez do exercício da crítica algo, felizmente, acessível a todos — a dificuldade de distinguir o nosso trabalho do que a concorrência faz revelou-se uma necessidade. Aquilo a que antes nos propunhamos é feito e bem por quem partilha da rede connosco, ou por quem já cá estava antes. Focamo-nos, por isso, nos tons negros e nas suas (muitas) variações.

Mais do que nunca, somos e propomos uma perspectiva diferente sobre a cultura e a sua oferta, alternativa pela contextualização e pela compreensão da música como fenómeno que não surge isolado do resto da sociedade.